terça-feira, 21 de dezembro de 2010

ARCANA

Valdisnei Madeinusa, o grande mago da ciência paleontológica atual fala à Veja Isto a respeito de ciência, magia, religião e, evidentemente, paleontologia.

Valdisnei é especialista em magia de identificação com ênfase em história, técnico nas mágicas de réplica formal e no encanto de conservação.

Formado pela Academia Real de Ciências Arcanas e Não Arcanas da Província do Grão-Pará (ARCANA-GP) em Ciências Biológicas e Ciências Arcanas de Identificação, fez mestrado e doutorado em Paleontologia na Academia Real de Ciências Arcanas e Não Arcanas da Província Cisplatina (ARCANA-CP).

Veja Isto – Dr. Madeinusa, o senhor acaba de lançar o seu primeiro livro. A respeito de que trata o seu livro?

Dr. Madeinusa – Ele trata a respeito de Ciência. Eu procuro desmistificar a ciência neste livro. Nos primeiros capítulos eu procuro explicar o que é a magia e qual a sua aplicação na ciência. Logo no primeiro capítulo explico a respeito da diferença entre magia, mágica, encanto e feitiço. Apesar de haver grandes distinções entre os 4, muito ainda confundem magia com feitiçaria e isso dificulta muito o nosso trabalho.

VI – Certo. Então há diferença entre todos eles.

M – Sim.

VI – E qual é a diferença?

M – Leia o livro.

VI – O senhor não poderia falar rapidamente a respeito disso agora.

M – Não, sinto muito, eu não posso.

VI – Por que?

M – Seria uma abordagem muito limitada que poderia gerar ainda mais confusão a respeito.

VI – Certo. O senhor poderia então nos falar sobre o uso de feitiços na pesquisa científica?

M – Viu, é sobre isto que eu falo. Nós não usamos feitiços na ciência. Esta é uma prática perigosa. Há leis severas a respeito do uso de feitiços. Apenas profissionais treinados, formados em ciências psicológicas com ênfase clínica podem usar feitiços e apenas em casos bem específicos.

VI – Como em criminosos.

M – Criminosos perigosos. Considerados irrecuperáveis. Este uso da feitiçaria só foi autorizado como alternativa à pena de morte. Outro uso da feitiçaria é em pessoas com severos problemas mentais. Como terapia. Com o devido consentimento da família. Deve ser um feitiço reversível e deve ser revertido caso o paciente assim o deseje.

VI – Então, em ciência mesmo vocês não usam feitiços.

M – Exatamente. Não usamos e nem haveria por que usarmos.

VI – O que vocês fazem então.

M – O principal uso na ciência é de magia. Também usamos mágicas e encantos como ferramentas auxiliares. Claro que só com a magia seria muito difícil fazer ciência. A tecnologia é muito importante para nós também.

VI – Mas a tecnologia hoje em dia, usa muito de magia.

M – Sim, isto é verdade. Na fabricação de materiais, por exemplo. Os engenheiros de materiais têm usado muito de encantos que diminuem consideravelmente as falhas microscópicas nos materiais e aumentam em muito a resistência destes. Não sei se a tecnologia espacial, subaquática e de prospecção de vulcões teriam evoluído tanto sem o uso de encantos. Magias de identificação embutidas em equipamentos ópticos também permitem uma precisão incrivelmente maior do que a que seria possível somente com lentes e detectores. Creio que não demorará muito para que vejamos reservas de minérios e petróleo diretamente através de satélites encantados com magias de identificação.

VI – E fósseis também, não?

M – Sim, certamente. Embora creio que para isso seja necessário um pouquinho mais de tempo. Mas certamente se tornará cada vez mais fácil de identificar locais de maior potencial fossilífero. Mesmo hoje esta tarefa já é bem mais simples.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Mosquitos gostam decerveja!

Pernilongos preferem sangue de quem bebe cerveja, diz estudo


Os pesquisadores até sugeriram o controle do consumo de cerveja para controle da malária na África!

Vamos adicionar essa recomendação nos folhetos de combate à dengue.
"Limpe as calhas,
não deixe lixo exposto,
cubra tonéis e caixas d'água,
não beba cerveja,
vede as fossas,
deixe as garrafas viradas para baixo,
caso sinta algum dos sintomas da dengue procure o posto de saúde mais próximo."

Nova lei: Consumo de cerveja só será liberado nos bairros onde o índice de infestação pelo Aedes aegypti for de 0%. Problema resolvido, num instante todo mundo ia deixar o quintal limpo e ia deixar de jogar lixo nas ruas. O que acham?

segunda-feira, 22 de março de 2010

A Luta Continua!

http://capinaremos.com/2008/01/a-luta-continua/


Um método inusitado de lidar com o mosquito da dengue e demais mosquitos.
TOCAIA!

Eu prefiro o método pacífico de eliminar todos os depósitos de água.
Alguns preferem se intoxicar com inseticidas.
Outros preferem usar repelentes (no estilo, eu me safo, os vizinhos que se danem!)
Esses aí preferem atrair os mosquitos (ou, melhor dizendo, mosquitas) para a morte certa.

quinta-feira, 18 de março de 2010

Páscoa

Descobri que a páscoa é 47 dias depois do carnaval e não 40 dias como sempre me foi dito

(quaresma = quarenta dias, então a páscoa é 40 dias depois, sempre me disseram isso, mas fiz as contas e deu 47 dias e confirmei em um site que é isso mesmo: 47 dias entre a terça feira de carnaval e o domingo de páscoa.)

http://aa.usno.navy.mil/data/docs/easter.php

Nesse site dá para calcular a data da páscoa e do carnaval de cada ano.
Abaixo uma tabela com os dias da páscoa até 2024.

1980 Abril 61995 Abril 162010 Abril 4
1981 Abril 191996 Abril 72011 Abril 24
1982 Abril 111997 Março 302012 Abril 8
1983 Abril 31998 Abril 122013 Março 31
1984 Abril 221999 Abril 42014 Abril 20
1985 Abril 72000 Abril 232015 Abril 5
1986 Março 302001 Abril 152016 Março 27
1987 Abril 192002 Março 312017 Abril 16
1988 Abril 32003 Abril 202018 Abril 1
1989 Março 262004 Abril 112019 Abril 21
1990 Abril 152005 Março 272020 Abril 12
1991 Março 312006 Abril 162021 Abril 4
1992 Abril 192007 Abril 82022 Abril 17
1993 Abril 112008 Março 232023 Abril 9
1994 Abril 32009 Abril 122024 Março 31

Para chegar ao carnaval é só tirar quarenta dias daí.

A propósito, vocês sabiam que a terça-feira de carnaval não é feriado?!
Eu descobri isso só esse ano! Com quase 29 anos de estrada descobri que carnaval não é feriado!